Idosa se recupera da Covid-19 no Metropolitano e faz relato emocionante: “Eu nasci de novo”

Belenense desde que nasceu, Augusta dos Reis Souza, de 83 anos, viveu, nos últimos dias, uma batalha para se recuperar de uma fratura e do novo coronavírus (Covid-19). A aposentada ficou internada por 15 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), e na última quinta-feira, 28/5, se despediu emocionada da unidade após alta médica.

Na saída da enfermaria do hospital, os profissionais que ajudaram a paciente na recuperação fizeram um “corredor de aplausos”, deixando todos emocionados.

“Eu tô bonita?”, brincou a vaidosa paciente enquanto era recebida pelos seus familiares na recepção do Metropolitano. Já dentro do carro ela explicou que vai comemorar junto com seus filhos comendo uma de suas comidas prediletas: “Pizza de calabresa”.

Ao narrar a saga de duas semanas internada, Augustinha – como era carinhosamente chamada pelos colaboradores da Unidade – destacou especialmente o carinho que recebeu por toda a equipe de médicos, enfermeiros e profissionais do Hospital Metropolitano. “É uma equipe maravilhosa, especial e muito atenciosa”, afirmou.

“Foram momentos difíceis, de muitas incertezas, mas graças ao bom Deus estou curada! Já estou 100% bom!”, disse. A experiência, segundo elas, fortaleceu a crença em Deus e a Nossa Senhora de Nazaré.

“Eu estava distraída no quarto quando os enfermeiros chegaram felizes e batendo palmas. Fiquei pensando: ‘por que eles estão felizes?’. Foi quando eu descobrir que era por minha causa, já que naquele momento eu estava recebendo alta e podia voltar para a minha casa. Nossa, não aguentei de tanta felicidade. Em seguida, agradeci a Deus pela oportunidade de viver e poder alertar o povo: fique em casa”, relatou Augusta.

Após a internação, a aposentada ingressou na lista das mais de 21 mil pessoas recuperadas da doença no estado paraense, segundo dados da Secretaria de Saúde do Estado do Pará (SESPA). O HMUE é uma unidade do Governo do Pará, gerenciada pela Pró-Saúde.

O diretor Hospitalar do Metropolitano, Itamar Monteiro, ressalta a felicidade de todos pela vitória da paciente. “É uma grande alegria que tenhamos pacientes com alta médica de nossa UTI, plenamente recuperados da Covid-19. Além da alegria dos familiares do paciente, o que nos comove também é a satisfação do grupo técnico desta UTI em poder devolver um ente querido para sua família”, finalizou.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.