Hospital Metropolitano inaugura o primeiro laboratório de educação a distância para colaboradores

O novo espaço interno de ensino visa estimular a capacitação profissional na área da saúde

Na manhã desta terça-feira (3), o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), gerenciado pela Pró-Saúde em Ananindeua (PA), inaugurou seu primeiro laboratório de Educação a Distância (EAD). Este novo projeto visa ofertar cursos técnicos e de extensão aos colaboradores da unidade, de forma gratuita.

Na ocasião, os colaboradores puderam conhecer o espaço, os novos computadores e cursos que estão disponíveis durante o mês. Além disso, puderam tirar dúvidas sobre o fluxo de funcionamento do laboratório EAD, tipos de parcerias e sugerir novas opções de cursos que encaixem no seu perfil profissional. O laboratório vai funcionar em turno integral e a renovação do catálogo de cursos será mensal.

“É muito importante ter esse investimento voltado ao colaborador. Desde que implantamos o Núcleo de Educação Permanente dentro da unidade, com projetos internos voltados à educação, notamos que esse foi um passo primordial para oferecemos o melhor serviço e atendimento aos nossos pacientes e demais colaboradores. Vamos usar a tecnologia para tornar nossos profissionais cada vez melhores e empoderados”, ressalta a diretora assistencial, Ivanete Roberti.

Durante o evento, a coordenadora de Gestão de Pessoas do HMUE, Rose Monteiro, fez um breve retrospecto sobre a história do ensino a distância no Brasil, abrangendo os modelos de ensino desde a implantação dessa modalidade para destacar o valor que um Centro de Ensino agrega para a instituição.

A coordenadora destacou, ainda, a importância do novo ambiente para auxiliar na capacitação profissional dos colaboradores, como um investimento interno para reter talentos. “Além de proporcionar ao colaborador um espaço para ele aprimorar sua educação, queremos incentivar esse profissional a aumentar seu potencial e descobrir novas perspectivas, para que assim, ele possa crescer junto conosco”, afirma Rose.

**Nova parceria**

Também no ramo de investimento na educação, houve a apresentação do novo parceiro do projeto “Amigos da Educação”, do Hospital Metropolitano. O intuito desta iniciativa, é buscar parcerias com instituições de ensino privadas, que ofertam descontos diferenciados em Graduação e Pós-graduação para os profissionais HMUE e seus familiares, abrangendo descontos para ensino infantil, fundamental e médio.

“Estamos felizes por essa nova parceria e viemos para somar. Hoje pude apresentar a nossa proposta pedagógica e estrutura para os profissionais que atuam no hospital. É uma satisfação participar da inauguração desse novo centro de ensino, mas também ter parceria com uma instituição renomada e de referência para a região como é o Hospital Metropolitano”, afirma Iracema Frazão, gerente comercial do Colégio Logos, novo parceiro do HMUE.

O Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, unidade do Governo do Estado do Pará, é referência no tratamento de média e alta complexidades em traumas e queimados para a região Norte, pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O Metropolitano realizou, em 2019, mais de meio milhão de atendimentos, entre internações, cirurgias, exames laboratoriais e por imagem, atendimentos multiprofissionais e consultas ambulatoriais.

**Sobre a Pró-Saúde**

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente, realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.