Consciência no trânsito: Hospital Metropolitano participa de ação conjunta em prol da redução de acidentes de trânsito

Mais do que atender a população após um acidente de trânsito, o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), localizado em Ananindeua (PA), tem trabalho também a prevenção e sensibilização sobre o tema. O objetivo é reduzir os altos índices de acidentes de trânsito, e consequentemente o número de internações hospitalares. Apenas em 2018, o HMUE registrou 4.152 atendimentos por acidentes de trânsito, o que representou 26% dos casos recebidos no Hospital em todo o ano.
Pensando nisso, a Unidade participou, nesta sexta-feira, 10/5, de ação conjunta promovida pelo Departamento de Trânsito do Pará – Detran-PA, alusiva ao Maio Amarelo – movimento mundial que busca chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos no trânsito. A programação aconteceu na praça Santuário em Belém, pela parte da manhã, e contou com diversos órgãos e entidades do Estado.
A doméstica Leomara Monteiro, de 54 anos, foi conferir a programação e além de aprender um pouco mais sobre prevenção de acidentes de trânsito e como fazer uma reanimação cardiorrespiratória em casos de emergência, ela aproveitou para cuidar da saúde, já que o HMUE ainda disponibilizou, no local, atendimentos de aferição de pressão, glicemia e orientações sobre alimentação saudável.
“Achei a programação maravilhosa e o tema – prevenção de acidentes de trânsito – mais ainda. Hoje mesmo eu vinha no ônibus com muito medo porque o motorista vinha com muita velocidade. Falta mais educação no trânsito tanto pela parte dos motoristas quanto dos pedestres, então acredito que esse tipo de evento é muito importante por incentivar essa conscientização”, afirmou Leomara.
A funcionária pública, Ângela Auad, de 63 anos, que caminhava próximo ao espaço também aproveitou para participar da ação e deixou uma mensagem para todos os motoristas, motociclistas e pedestres. “Respeitem mais a sinalização, cuidem da sua vida e da vida do próximo”, enfatizou.
O Hospital Metropolitano é especializado no atendimento de casos de trauma de média e alta complexidades, e é gerido pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão com a Secretaria de Saúde Pública do Estado (Sespa).
O Diretor Hospitalar do Metropolitano, Itamar Monteiro, destaca que o Hospital é a unidade pública de saúde que mais recebe vítimas de acidentes de trânsito na região metropolitana de Belém, por isso as ações voltadas para prevenção são de extrema importância.
“Maio é o mês para que todos possamos levantar a bandeira da segurança no trânsito, com intuito de que a sociedade em geral discuta as formas de evitar tantas pessoas politraumatizadas e vítimas fatais. Tragédias que afetam não somente os pacientes, mas também suas famílias, ou seja, é um problema de saúde pública que desencadeia uma série de consequências nos âmbitos financeiro, econômico e também social”, concluiu o diretor.
O Metropolitano terá ainda uma programação alusiva ao Maio Amarelo, de 27 a 30 de maio, com rodas de conversa em postos de saúde e escolas, palestras na Unidade para os visitantes e acompanhantes, e jogos educativos sobre trânsito envolvendo usuários e colaboradores do Hospital.
Dados – No período de janeiro e abril de 2019, o HMUE fez 1.305 atendimentos decorrentes de acidentes de trânsito, o que equivale a 25,7% dos casos atendidos pelo Hospital neste período, desses 824 evoluíram para internações e 53 para óbitos. Em 2018, o total de atendimentos por acidentes de trânsito foi de 4.152 casos, 2.778 internações e 195 óbitos.
Entre os tipos de acidentes de trânsito, de janeiro a abril de 2019, as colisões foram a causa de 522 atendimentos e os acidentes de motocicleta resultaram em 473 atendimentos. Os atropelamentos somaram 224 ocorrências, sendo também a causa da maioria dos óbitos, com 19 registros. Além disso, 64 atendimentos estavam ligados a acidentes com bicicletas.
No ano passado, foram 1.665 atendimentos por colisão, 1.593 por acidentes de moto, 698 por atropelamentos e 190 por acidentes de bicicleta. A maior parte dos óbitos por acidentes de trânsito em 2018, foram causados por casos de colisão, com um total de 76 mortes.

 

Sobre o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE)
Referência no tratamento de média e alta complexidades em traumas e queimados para a região Norte pelo Sistema Único de Saúde (SUS), o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), localizado em Ananindeua (PA), dispõe de 198 leitos operacionais nas especialidades de traumatologia, cirurgia geral, neurocirurgia, clínica médica, pediatria, cirurgia plástica exclusivo para pacientes vítimas de queimaduras, além de leitos de UTI.
O HMUE recebe pacientes da Região Metropolitana de Belém, dos diferentes municípios do Pará e também de outros estados. Em 2018, realizou mais de meio milhão de atendimentos, entre internações, cirurgias, exames laboratoriais e por imagem, atendimentos multiprofissionais e consultas ambulatoriais.

 

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de onze Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativo, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.