Pró-Saúde aborda importância de prevenir transtornos de ansiedade e adoecimento emocional

O adoecimento mental e a ansiedade são transtornos que atingem cada vez um número maior de brasileiros. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), de 2017, o Brasil é o país que apresenta as maiores taxas de pessoas com transtornos de ansiedade do mundo, tornando a necessidade de debater o tema cada vez mais urgente. Pensando nisso, a Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar está  promovendo no mês de janeiro, na Região Metropolitana de Belém, uma extensa programação dentro da campanha ‘Janeiro Branco”, voltada para os cuidados com a saúde mental e prevenção do adoecimento emocional.

Nesta quarta-feira, 24/1, aconteceu o Seminário ‘Cuidar de si para cuidar do outro – Diálogos sobre saúde mental”, no auditório da DeVry Faci, que reuniu profissionais dos hospitais, Público Estadual Galileu (HPEG), Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), e Oncológico Infantil Octávio Lobo, geridos pela Pró-Saúde sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) para tratar o tema com o público em geral.

Tânia Lopes, de 58 anos, que trabalha no setor judiáciário, em Belém (PA), foi uma das pessoas que mesmo sem atuar na área da saúde, se interessou pelo tema de cara e fez questão de participar. “Eu acredito que trabalhar com a mente humana é uma das coisas mais dificeis e complexas do mundo, então quando vi o tema ‘cuidar de si para cuidar do outro’, me interessei muito, principalmente por ser aberto para todos”, declarou.

Ela aproveitou e levou ainda a irmã, Wanda Lopes, de 63 anos, que mora em Brasília (DF), e estava de férias na capital paraense. Wanda, que trabalha no Serviço Social da Secretaria de Saúde do Distrito Federal há 27 anos, parabenizou a iniciativa. “É muito importante debater esse tema com a sociedade em geral, ainda mais com uma equipe altamente competente como essa, de um compromisso muito grande, cada um na sua área, psicólogos, nutricionistas, etc. Fico feliz de ver profissionais como esses atuando no estado do Pará”, afirmou.

Cuidar de si para cuidar do outro

A diretora Assistencial do Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), Daniela Castro, explica que a ideia de estender o evento além das portas dos hospitais surgiu pela própria temática do seminário. “Dentro dos hospitais, temos esse cuidado diário com a saúde mental e emocional dos nossos pacientes e acompanhantes, mas é preciso olhar também para os nossos profissionais da saúde, médicos, enfermeiros, psicólogos, que também precisam desses cuidados, que lidam com o luto, e estresse, assim como a sociedade em geral”, destacou.

Marcos Silveira, diretor Administrativo e Financeiro do Hospital Galileu também reforçou a importância de discutir saúde mental na sociedade contemporânea. “Essa é uma preocupação da Pró-Saúde tanto entre seus profissionais, quanto em relação à sociedade em geral, por isso entendemos que é um tema que precisa ser discutido por toda a sociedade e não apenas nos hospitais. No Hospital Galileu, por exemplo, nossa missão é cuidar de vidas e para alcançarmos esse objetivo também devemos cuidar de nós mesmos primeiro”, afirmou.

O seminário foi a primeira iniciativa conjunta dos três hospitais geridos pela Pró-Saúde, na Região  Metropolitana de Belém, em torno da campanha ‘Janeiro Branco’. A professora doutora em Psicologia da UFPA, Airle Miranda, que ministrou palestra sobre o tema ‘Empatia, afeto e cuidado: saúde mental na atualidade”, explicou que o serviço público de saúde oferece atendimento psicológico a qualquer pessoa que sinta necessidade. “As Unidades Básicas de Saúde (UBS) e os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) devem estar preparados para receber qualquer pessoal que necessite de uma avaliação”, disse.

Janeiro Branco

A programação da campanha ‘Janeiro Branco’ continua no domingo, 28/1, com uma ação de conscientização na Praça Batista Campos a partir das 8h, aberta a todos os públicos.

O público interno dos hospitais também receberá ações dentro da campanha. No dia 25/1, o Hospital Metropolitano realiza a ‘Conferência Coaching: cuidando de quem cuida’; no dia 29/1, o Hospital Galileu realiza um bate-papo sobre saúde com os colaboradores da unidade, e nos dias 30 e 31/1 uma palestra educativa para usuários e acompanhantes.

“Abordar este tema é extremamente importante nos dias de hoje, não é só o nosso paciente que precisa de cuidados, o profissional da área da saúde precisa e a população precisa também, porque são cada vez maiores as cobranças para todos”, concluiu o diretor-geral do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, Rogério Kuntz.