Círio de Nazaré: Hospital Metropolitano oferece maniçoba e pato no tucupi para colaboradores e pacientes

As refeições típicas do período ajudam na recuperação e colaboram com a saúde física e mental dos pacientes do Metropolitano

Maniçoba e pato no tucupi são pratos tradicionais que não podem faltar na mesa do paraense em outubro, mês onde é celebrado o Círio de Nazaré, uma das maiores manifestações religiosas do mundo.

O Hospital Metropolitano Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua (PA), unidade gerenciada pela Pró-Saúde desde 2012, está produzindo os pratos típicos do período para os colaboradores, pacientes e acompanhantes.

“A fé é algo muito presente no Metropolitano. Aliado com a tradição que vivemos nesse período, torna esse momento muito especial para todos”, ressaltou a Assistente administrativa, Jany Kelly Leão.

No próximo sábado e domingo, a expectativa é que o Hospital Metropolitano produza 2,5 mil pratos típicos a cada dia, totalizando cerca 5 mil unidades neste final de semana.

As refeições são preparadas pela equipe do Serviço de Nutrição Dietética (SND), que conta com 60 colaboradores, divididos entre copeiros, cozinheiros, auxiliares de cozinha, além de nutricionistas assistenciais e de produção.

As refeições foram autorizadas pelos médicos, com base na dieta de cada paciente, e serão supervisionadas pelos nutricionistas do hospital. “Cada prato atende as expectativas do tão esperado almoço do Círio, sempre pensando no bem estar e na saúde de todos”, explicou a coordenadora do SND, Edilssa Carla.

O segredo para esses pratos serem tão pedidos por todos está na biodiversidade da fauna e da flora da região. São ervas como jambu, maniva, além do tucupi e o famoso pato, que vão compor os pratos de origem indígena no Metropolitano nos próximos dias.

Pacientes e acompanhantes se animam com a novidade, como é o caso da aposentada Francisca Silva, de 66 anos. “Sempre faço essas comidas em casa e esse ano pensei que não comeria, pois estou acompanhando o meu neto e ele está sem previsão de alta. Estou muito feliz com essa notícia”, conta.