Criança ganha festa de aniversário surpresa no Hospital Metropolitano ao completar quatro anos de idade 

Maria Victória está internada há quatro meses no HMUE e celebrou a data de forma especial

Completar mais um ano de vida sempre é motivo de muita felicidade. Para quem está internado em um hospital, esse momento é ainda mais especial. É o caso da pequena Maria Victória, que completou quatro anos nesta segunda-feira (13), ao lado dos pais e de seus cuidadores no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua (PA).

Os preparativos da surpresa foram pensados com carinho pelos colaboradores da unidade, que é gerenciada pela Pró-Saúde, seguindo todos os critérios de prevenção ao novo coronavírus, sem contato físico, com higienização das mãos e em área aberta.

Quando a aniversariante chegou, todos bateram palmas e cantaram parabéns. “Foi um momento diferente e eu não esperava por essa experiência que ficará na lembrança. O espaço estava decorado com bexiga, bolo, vela de aniversário e minha sobrinha adorou”, Raianny Cacebe, tia da Maria Victória.

A menina deu entrada no Hospital Metropolitano em março deste ano, após sofrer um acidente em Salinópolis, município onde mora, comprometendo funções neurológicas e também os movimentos. Por conta do fato, a menina está internada na unidade, onde fica sob cuidado 24h por dia na ala pediátrica.

“Infelizmente a Mariazinha está aqui. Desde então, o hospital vem realizando ações e ela sempre participa. Hoje foi mais um dia, mas agora, uma festa só dela. Após esse envolvimento dela com as programações do Metropolitano, sentimos que ela melhorou bastante”, conta o pai da Maria Victória, Carlos Souza.

Atendimento humanizado

A Pró-Saúde carrega em sua visão ações que promovam qualidade, humanização e sustentabilidade e que impactam diretamente a vida dos pacientes. Por isso, o Hospital Metropolitano realiza uma cobertura humanizada, que engloba todos os públicos , tanto dentro quanto fora da unidade.

“A Maria Vitória teve um traumatismo craniano, o que resultou em sequelas. Esse tipo de ação, alusivo ao aniversário dela, proporciona estímulos para que ela tenha uma melhor resposta, além de fortalecer o vínculo familiar”, explicou a Terapeuta Ocupacional, Manoela Matos.

A profissional conta ainda que a criança passou pela Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por três vezes, momentos de muita luta para a paciente e seus familiares. “Ela é uma guerreira e tá se saindo muito bem. Ela já está entrando no processo final e se Deus quiser, ela vai sair daqui logo, logo”.

Natália Failache, coordenadora do setor de Humanização do hospital, acrescenta que essas práticas são elaboradas para amenizar o sofrimento dos pacientes durante o período de internação. “Sempre utilizamos vários dispositivos para amenizar as consequências de um acidente e dos processos de recuperação dentro do HMUE. O intuito é suprir a necessidade do nosso público e dar suporte sempre que necessário, propagando a humanização”, relatou.

Acompanhe as fotos do aniversário: